Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Partir para a escuridao...

Sábado, 21.02.09

É com tristeza que minha alma chora
a dor de mais um grande amor ver partir
alma que ao meu corpo implora
um pouco de paz para reflectir

foste tu embora de repente
pedindo um pouco de tempo
para pensar em nosso amor calmamente
sempre pensando em meu tormento
pouco a pouco matando-me de sofrimento
morrendo meu sonho e felicidade
deixando oco este coração magoado na saudade
partes tu pela vida fora
traçando a angustia e dignidade
eu mais uma vez óbito de mim mesmo
morto no tempo e idade
para não mais voltar amar
um grande amor de verdade,
ausente de sua própria ausência
e nunca mas nunca mais dar outra oportunidade
causando minha própria indiferença
eu homem sozinho em sua crença...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Dragonsky às 19:31


1 comentário

De ρøετïṡα αṉαṡøɾ a 22.02.2009 às 19:45

Revejo-me neste teu poema tão simples mas que em poucas palavras traça um submundo comum a quem o conhece .
Os soís nascem na noite mais escura ...

I beijo e que continues a comentar o meu blog assim como espero comentar o teu com mais frequencia .

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Fevereiro 2009

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728





comentários recentes

  • Dragonsky

    sim vou claro ;D com muito prazer

  • Dragonsky

    muito obrigado Dragonsky

  • sofiazinha

    Gostei muito deste poema!! Absolutamente maravilho...

  • sofiazinha

    Vejo que o teu blogue anda muito desactualizado ma...

  • sofiazinha

    Sim sim deves sempre lutar pelos teus sonhos e aci...

  • sofiazinha

    A vida deve ser levada sempre com um bom sorriso,n...

  • MIGUXA

    Olá Sérgio,Lindo!!!Adorei...Beijos docesMargarida

  • soraia

    Amo te meu amor :)

  • MIGUXA

    Olá Sérgio,Gostei muito deste teu poema... e "de t...

  • MIGUXA

    Sérgio,Lindo o teu poema, doces as palavras que fa...